comments powered by Disqus
Amazônia / Meio Ambiente

Ecossistema do rio Marcal fica totalmente destruído após vazamento

O vazamento de lama tóxica provocado por um acidente industrial na Hungria atingiu nesta quinta-feira o Danúbio, ameaçando o ecossistema do rio, com uma taxa alcalina levemente superior à normal.

quinta-feira 7 de outubro de 2010 - 8:37 AM

Peixes mortos flutuam no rio húngaro após desastre ambiental. Foto: Attila Kisnebedek/ AFP

Budapeste - Todo o ecossistema do rio húngaro Marcal, diretamente afetado pelo vazamento de lama vermelha tóxica após um acidente industrial, foi devastado pela contaminação, anunciou o diretor regional da unidade de desastres, Tibor Dobson.

"Todo o ecossistema do rio Marcal foi destruído, porque o nível de alcalinidade muito elevado matou tudo", declarou Dobson à agência de notícias MTI.

"Todos os peixes morreram e a vegetação também não pode ser salva", completou.

O vazamento de lama tóxica provocado por um acidente industrial na Hungria atingiu nesta quinta-feira o Danúbio, ameaçando o ecossistema do rio, com uma taxa alcalina levemente superior à normal.

A análise da água na confluência do rio Raab com o Danúbio mostra uma taxa alcalina superior à normal, entre 8,96% e 9,07%, quando a normal é de 8%, segundo uma fonte dos Serviços Hídricos da Hungria.

O vazamento tóxico de lama vermelha, na segunda-feira, procedente de uma fábrica de alumínio de Ajka (160 km ao oeste de Budapeste) passou do Raab ao Danúbio pouco depois das 6h30 GMT (3h30 de Brasília), em Györ.

VEJA TAMBÉM NO D24am