comments powered by Disqus
Amazônia / Povos

Feira Urbana de Alternativas homenageia a diversidade indígena neste domingo

O evento, que está acontecendo na Fundação Amazonas Sustentável, conta também com atrações musicais até 19 horas

domingo 2 de abril de 2017 - 1:05 PM

Bruno Mazieri / plus@diarioam.com.br

A edição de abril homenageia os índios de mais de 30 etnias que fazem parte da comunidade Parque das Tribos, no Tarumã. Foto: Bruno Mazieri

Manaus – A edição de abril da Feira Urbana de Alternativas (FUÁ), que acontece até às 19h deste domingo (2), na Fundação Amazonas Sustentável (FAS - Rua Álvaro Braga, 351, no Parque 10), homenageia os índios de mais de 30 etnias que fazem parte da comunidade Parque das Tribos, no Tarumã. A entrada é gratuita. 

“Sempre tentamos nos adequar ao calendário nacional, dando uma temática a nossa feira. E por estarmos no mês que comemora o Dia do Índio, no dia 19, nada mais justo do que resgatar a nossa cultura, nossa raiz e estamos trazendo a questão das etnias”, explica Sissy Mendes, que divide a organização do evento com Laelia Nogueira. “Muitas vezes enxergamos os índios como um só e não é assim. Cada um deles possui sua etnia, sua origem”.

E justamente por isso, Sissy foi até a comunidade Parque das Tribos convidar os moradores para estarem presentes na FUÁ deste mês. “Fomos bem acolhidos por eles. Estamos com um projeto de um curso, na comunidade, de bioconstrução. Assim conseguimos fazer um intercâmbio cultural”, comenta a organizadora, lembrando que, hoje, a feira contará com uma palestra com a presença dos índios e também de antropólogos falando sobre as etnias e as diferenças.

Os 40 moradores da comunidade participaram da feira ao longo do dia
Foto: Bruno Mazieri

Para Joilson da Silva Paulino, a oportunidade de participar da FUÁ é importante. “Com isso, é possível reunir, em um único local, vários setores da sociedade, cada um deles expondo seu produtos e mostrar que a diversidade de povos e crenças deve ser respeitada”, diz ele, destacando que, ao todo, a comunidade, que já existe há quatro anos, conta com 32 etnias diferentes, entre elas estão Kokama, Baré, Tikuna, Tukano, Dessana, Mura, Tariano, entre outras.

Paulino aproveita a oportunidade para ressaltar a falta de apoio institucional e da sociedade no geral. “As pessoas da cidade veem os índios que moram na cidade como um povo marginalizado e, nós, do Parque das Tribos, estamos sofrendo cada vez mais com essa pressão do poder econômico e capitalista. Ainda bem que conseguimos parceria com as universidades e com os movimentos sociais. Com eles, estamos conquistando mais visibilidade”, declara.

Artigos de artesanato, bebidas Tikuna, cocares e elementos de grafismo estão disponíveis para venda no evento
Foto: Bruno Mazieri

Os 40 moradores da comunidade, que estão presentes da feira, levaram artigos de artesanato, bebidas Tikuna, cocares e elementos de grafismo para serem comercializados ao longo do dia.

FUÁ

Nesta 11ª edição, o evento contou com 26 expositores de criatividade na área interna da FAS e com cerca de 16 espaços gastronômicos do lado externo.

Para participar é bem simples, basta ficar de olho nas fichas de inscrição disponibilizadas e escolher o espaço que deseja. São cobradas taxas de manutenção do espaço que variam de R$ 70 a R$ 130.

O FUÁ é organizado por Laelia Nogueira e Sissy Mendes
Foto: Bruno Mazieri

 

“Queremos reunir núcleos culturais para conversarem entre si, coisa que não acontecia. Além disso, estamos trabalhando para captar incentivos e, assim, isentar os expositores do valor cobrado e usar esse valor para custear a feira”, finaliza Sissy.

As atrações pela parte da tarde são Chris Hunikuin e André Saterê (14h), Pereira (14h45), Cerumano (15h30), Parque das Tribos (16h15), Jardins de Yoni (17h), Milton Cabocrioulo (17h45) e Kaboclos (18h30). 

VEJA TAMBÉM NO D24am