comments powered by Disqus
Esportes / Futebol

Chapecoense encara primeiro jogo na Arena Condá pela Copa Libertadores

O time catarinense, que tenta manter o embalo na disputa, receberá o argentino Lanús

quinta-feira 16 de março de 2017 - 11:53 AM

Estadão Conteúdo / portal@d24am.com

Arena Condá foi palco de várias homenagens após o acidente aéreo com o time da Chapecoense. Foto: Gabriela Bilo/Estadão Conteúdo

Chapecó - A noite desta quinta-feira (16) será mais uma a entrar para a história da Chapecoense. Em reconstrução após a tragédia aérea às vésperas da decisão da Copa Sul-Americana de 2016, o time catarinense agora vai disputar o seu primeiro jogo na Arena Condá pela Libertadores, a partir das 19h30, quando receberá o argentino Lanús.

A Chapecoense teve um bom começo na Libertadores, torneio que disputa após ser declarada campeã da última Copa Sul-Americana, ao superar o Zuliia por 2 a 1, na Venezuela, no seu jogo de estreia no Grupo 7. Agora tentará dar o passo seguinte para se aproximar das oitavas de final.

E a Chapecoense vai aproveitar o confronto na Arena Condá para estrear uma camisa que lembra a tragédia e homenageia as vítimas do acidente aéreo ao trazer a seguinte inscrição: "Chape na Libertadores da América 2017. Obrigado, eternos guerreiros".

O bom início na Libertadores contrasta com a irregularidade exibida pelo time em outras competições, tanto que a Chapecoense foi eliminada na fase de grupos da Primeira Liga, ficou sem segundo lugar no primeiro turno do Campeonato Catarinense e estreou no segundo com um empate contra o Inter de Lages no último fim de semana.

Até por isso, Vagner Mancini descartou mudar o que deu certo na estreia na Libertadores. Assim, o treinador repetirá a base do time que venceu na Venezuela, com um esquema tático mais cauteloso, com a escalação de três volantes - Andrei Girotto, Moisés Ribeiro e Luiz Antonio, autor de um dos gols do time contra o Zulia e que deverá ter mais liberdade para chegar ao ataque.

Mas Mancini indicou nos últimos treinamentos que vai fazer uma mudança no setor ofensivo da Chapecoense. Recuperado de uma varicela, Rossi, que nem viajou para a Venezuela no último fim de semana, vai ficar com a vaga que foi de Arthur no último fim de semana.

Rival busca reação

Nesta quinta, a Chapecoense terá pela frente um adversário pressionado por um início ruim de ano. Afinal, o Lanús começou a sua participação no Grupo 7 com derrota como mandante - perdeu por 1 a 0 para o uruguaio Nacional. E um novo revés pode afundar de vez o seu sonho de avançar na competição continental.

Para piorar, no fim de semana, ainda que sem usar a força máxima, o time foi derrotado por 3 a 0 pelo Racing na retomada do Campeonato Argentino. Por isso, pressionado, o técnico Jorge Almirón sabe que o Lanús precisará sair de Chapecó com um bom resultado.

Para conseguir isso em um jogo tão emblemático e de peso histórico, aposta no talento dos atacantes Lautaro Acosta e Alejandro Silva. E tem uma dúvida no meio-de-campo, setor onde Nico Aguirre e Matías Rojas disputam uma posição.

VEJA TAMBÉM NO D24am