comments powered by Disqus
Esportes / Futebol

Líder, Iranduba vence o Corinthians e mantém 100% de aproveitamento no Brasileiro

O Hulk garantiu a vitória por 1 a 0 sobre o time paulista, se mantendo líder da competição. Torcedores presenciaram atuação de gala da goleira Rubi, que defendeu um pênalti aos 46 minutos do segundo tempo

quarta-feira 12 de abril de 2017 - 10:11 PM

Thiago Fernando / portal@d24am.com

O partida foi marcada pelo gol da meia Mayara (esquerda) e atuação emocionante da goleira Rubi. Foto: Reinaldo Okita

Matéria atualizada às 22h42

Manaus - Os 3.357 torcedores na Arena da Amazônia presenciaram uma atuação de gala da goleira Rubi, que defendeu um pênalti aos 46 minutos do segundo tempo, para garantir a vitória simples por 1 a 0 do Iranduba sobre o Corinthians, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro Feminino de Futebol, na noite desta quarta-feira (12). O gol da partida foi marcado pela meia Mayara. O resultado manteve o time amazonense como líder do Grupo A1 da competição com 100% de aproveitamento.

Marcado para iniciar às 20h (de Manaus), o duelo entre as líderes do Grupo A1 começou com cinco minutos de antecedência. Ficou claro para todos os presentes na Arena da Amazônia, desde as primeiras trocas de passes, que a partida seria equilibrada.

A primeira equipe a balançar as redes foi o Iranduba, aos 17 minutos, mas o árbitro Ivan da Silva Guimarães Junior anulou, marcando impedimento da atacante Dany Helena.

A resposta das paulistas veio um minuto mais tarde, com a atacante Gabi Nunes. Empolgada por ter sido convocada pela técnica da Seleção Brasileira, Emily Lima, para o último amistoso contra a Bolívia, a camisa 11 entrou em campo motivada. Em sua primeira chance, Gabi recebeu de Nenê na entrada da área e finalizou forte, obrigando a arqueira Rubi espalmar para escanteio.

Com o apoio de sua torcida, o Iranduba abriu o marcador aos 22 minutos com a meia Mayara. A jogada começou com a capitã Djeni lançando Kamilla na ponta direita. Lisa, a camisa 11 do Hulk, driblou a marcação e tocou para Mayara, que dentro da grande área, ajeitou para a perna direita e finalizou cruzado para tirar o zero do placar. A bola ainda tocou na trave antes de entrar, tirando a chance de defesa da goleira Lelê.

Dez minutos mais tarde, novamente, o Iranduba chegou com perigo. Após ganhar dividida no meio-campo, a atacante Dany Helena arrancou pela direita e enfiou para a camisa 9, Glaucia. A centroavante dominou e finalizou forte, mas a bola explodiu na goleira corintiana.

Nos acréscimos da primeira etapa, a goleira Rubi realizou um verdadeiro milagre ao evitar o empate. Mostrando que o reflexo está em dia, a camisa 1 cresceu na frente de Monique e espalmou para escanteio a finalização cara a cara.

 

Foto: Reinaldo Okita

 

Segundo tempo

Mantendo a mesma pegada dos primeiros 45 minutos, o Iranduba voltou para a segunda etapa focado. Logo aos dois minutos, Glaucia teve outra boa chance para ampliar o placar, mas a bola saiu a direita da meta adversária.

Como era de se esperar, a jogada acordou o time do Corinthians. Querendo manter os 100% no campeonato, o time paulista partiu para o ataque. Aos 14 minutos, o alvinegro chegou com perigo, mas graças a leitura exata da jogada, a defensora Sorriso tirou em cima da linha, o voleio da meia Grazy.

Não deixando as adversárias gostarem da partida, o Iranduba assustou dois minutos depois. Vencendo o duelo físico com as defensoras do Corinthians, Glaucia dominou na meia-lua e caprichou na finalização, mas Lelê impediu que a bola entrasse no ângulo direito.

Confirmando a velha tese que 'toda boa goleira precisa ter sorte', Rubi pôde apenas observar a finalização de Grazy parar no travessão, após boa jogada aos 32 minutos.

Com a vantagem no placar, o Iranduba se fechou, passando a buscar os contra-ataques para matar o jogo. Nesse momento do duelo, ambas as equipes já mostravam cansaço, mas o nível técnico não diminuiu.

Aos 46 minutos, o Corinthians teve a última chance de empatar a partida, mas a goleira Rubi garantiu sua atuação 'nota 10' e a vitória do Iranduba ao defender penalidade cobrada pela atacante Gabi Nunes.

As equipes voltam a se enfrentar na próxima terça-feira (18), na Arena Barueri, em São Paulo (SP), pela oitava rodada do Brasileiro.

 

Emoção e gratidão

Heroína da partida, Rubi não conseguiu segurar a emoção após o apito final. Para a camisa 1, a atuação foi a melhor de sua carreira e essa quarta-feira entrará para a sua história. “Temos conquistado o nosso espaço. O nosso time é bom, independente se é da Amazônia, se é do Norte. Viemos para ganhar. Só tenho que agradecer a Deus. Tenho só que glorificar a Deus por esta noite. Ele vem me capacitando. Com certeza é um dia que entra para a minha história. Estou muito feliz com a atuação. Esse time está de parabéns”, disse Rubi.

Apesar de lamentar as chances desperdiçadas durante o jogo, a atacante Byanca Brasil afirmou que o Corinthians sabia das dificuldades que enfrentariam na Arena. Segundo a camisa 9, na próxima partida, o Hulk vai sentir a pressão de jogar fora de casa.

“Sabíamos que seria um jogo difícil. Estamos na casa delas (Iranduba) e a torcida apóia muito aqui, em Manaus. Tivemos uma chance de marcar no primeiro tempo, falhamos e levamos o gol. Tivemos uma chance clara de empatar na cobrança de pênalti, mas só erra com bate. Confiamos muito na Gabi. Ela é jovem, errou, mas vamos para cima do Iranduba na terça-feira (18). Elas ganharam em casa, agora é a nossa vez”, concluiu a atacante.

 

Foto: Reinaldo Okita

VEJA TAMBÉM NO D24am