comments powered by Disqus
Esportes / Lutas

Da Manaus Moderna aos Estados Unidos, promessa do AM ganhou ‘tudo’, em 2016

Praticando jiu-jítsu desde 2011, Felipe Henrique não imaginava que faria tanto sucesso na modalidade

domingo 15 de janeiro de 2017 - 2:45 PM

Thiago Fernando / portal@d24am.com

Felipe Henrique tem 21 anos e planeja morar nos Estados Unidos. Foto: Divulgação

Manaus - Após conquistar o Amazonas, o manauara Felipe Henrique, 21, pretende desbravar os tatames norte-americanos. Atleta faixa-roxa da academia Check Mat/Helio Rezende, Felipe conquistou, em 2016, 24 títulos entre campeonatos internos, lutas casadas e competições federadas. Além disso, foi campeão absoluto em nove oportunidades.

Praticando jiu-jítsu desde 2011, Felipe não imaginava que faria tanto sucesso na modalidade. O hobby rapidamente virou coisa séria e os objetivos começaram a mudar.

“O jiu-jítsu é a modalidade que ajuda muito, em várias áreas: saúde, bem-estar físico e mental. No início, tinha como lazer, mas depois comecei a competir e venci. Comecei a levar mais a sério. Passei a treinar para vencer. Vi os meninos mais antigos da academia viajando para treinar e competir fora. Comecei a ter essa vontade. Mudei o meu foco”, disse o jovem, que, no ano passado, disputou o mundial No Gi, nos Estados Unidos.

“Treinei muito e fui ganhando tudo. Surgiu a primeira oportunidade de viajar e fui aos Estados Unidos lutar o Mundial No Gi. Lá, os atletas são bem tratados e respeitados. É outra cultura. Pretendo ir para lá, treinar e morar”, citou Felipe.

Escolhido como o melhor atleta da categoria pesado (até 94,3 kg), pela Federação de Jiu-Jítsu do Amazonas (FJJAM), Felipe tem uma rotina de treino corrida. Além de ajudar a família, pelo período da manhã, o lutador ainda faz faculdade de educação física à noite. “Trabalho na (Feira) Manaus Moderna, com a minha família. Temos um lanche. À tarde, treino das 13h às 15h e das 16h às 18h. Vou em casa, tomo banho, me arrumo e vou para a faculdade”, afirmou.

VEJA TAMBÉM NO D24am