comments powered by Disqus
Notícias / Amazonas

Amazonas Energia renegocia débitos em até 120 parcelas

A negociação prevê entrada mínima de 5% do valor do débito e o restante em até 120 parcelas, além de redução de juros e multa para pagamentos à vista.

segunda-feira 8 de novembro de 2010 - 6:02 PM

Dívidas antigas de energia poderão ser parceladas pelos usuários. Foto: Danilo Mello

Manaus - A Eletrobrás Amazonas Energia informou nesta segunda-feira, que vai lançar, a partir do dia 22 deste mês, uma campanha para negociação dos débitos de consumidores residenciais, comerciais, industriais e da área rural do Estaodo. De acordo com comunicado da empresa, “a ideia é dar ao cliente inadimplente a oportunidade de quitar seu débito em condições especiais”.

A empresa informou que, dos seus 694 mil clientes, 42% são de unidades consumidoras inadimplentes.

A negociação prevê entrada mínima de 5% do valor do débito e o restante em até 120 parcelas, além de redução de juros e multa para pagamentos à vista. O comunicado faz uma observação: “se no curso do parcelamento o pagamento ocorrer após a data do vencimento, o desconto não será concedido”.

A assistente da Diretoria Comercial da empresa, Ieda Lima de Oliveira, a campanha para renegociação dos débitos vai até o dia 29 de dezembro deste ano. “O que mais diferencia essa campanha das outras é que nunca houve um prazo tão prolongado (120 parcelas), considerando o valor do débito em aberto, além da dispensa de juros e multa para a quitação dos débitos à vista. As negociações eram feitas com parcelamento de até 35 vezes”, informou.

A empresa informou, ainda, que, “para realização do parcelamento, o consumidor deve ter, no mínimo, três faturas em aberto. O regulamento da campanha determina que não poderão participar os que tiverem débitos transitados em julgado por processo judicial de cobrança.

“Para participar da campanha de negociação, os clientes podem se dirigir aos nossos postos de atendimentos nos Pronto Atendimento ao Cidadão (PACs ) e loja de atendimento, na rua 10 de Julho, número 269, Centro de Manaus, munidos de toda a documentação como Carteira de Identidade, CPF, e as faturas em débito”, informa Ieda.

De acordo com o regulamento da campanha, após a negociação, as restrições de crédito do cliente serão removidas em um prazo de 72 horas após o pagamento do débito. Ma há um porém: o atraso de três parcelas do valor negociado ou da fatura mensal de energia, irá ocasionar no vencimento de todo o débito, além de serem tomadas medidas imediatas de suspensão do fornecimento de energia elétrica do consumidor inadimplente.

VEJA TAMBÉM NO D24am