comments powered by Disqus
Notícias / Amazonas

Aumento salarial dos parlamentares gera protesto no Centro

Segundo os organizadores, a mobilização visa conscientizar a população para que vigiem e fiscalizem os representantes.

sábado 18 de dezembro de 2010 - 2:19 PM

Manifestantes se reuniram no Centro de Manaus. Foto: Caio Pimenta

Manaus - Cerca de 30 manifestantes se reuniram no Centro de Manaus, na manhã deste sábado (18), para protestar contra o aumento salarial dos deputados, senadores, ministros, presidente e vice-presidente do Brasil. Segundo os organizadores, a mobilização visa conscientizar a população para que vigiem e fiscalizem os representantes. Eles avisam que este é apenas o início de uma série de manifestações por 'um cenário político menos corrupto'.

Para um dos organizadores da manifestação, o contador e blogueiro Dário Nascimento, o reajuste dos deputados foi uma atitude tramada 'com o livro de Maquiavel no bolso'. "Eles deixaram a votação para depois do ano letivo e perto das festas de fim de ano. Assim, eles evitam o choque de frente com dois movimentos ainda fortes no Brasil: os estudantes e os sindicalizados", conta.

O analista também destaca os prejuízos causados pelo aumento sem discussão prévia. Segundo ele, a matemática é simples: para conter o rombo causado pelo reajuste, ou o governo federal terá que reduzir custos (frear incentivos e novas obras) ou terá que aumentar impostos. "Com esse aumento, é claro que a CPMF voltará a pesar no bolso do brasileiro", afirma.

Apoio da massa

Nascimento ressalta que o protesto é uma manifestação independente, sem bandeira política e custeada por eles mesmos.

O outro homem a frente da manifestação é o funcionário público e também blogueiro Rodrigo Araújo. Segundo ele, o movimento teve origem na rede social Twitter e começou a ser organizado na véspera, sexta-feira (16).

Para ele, a quantidade de participantes foi satisfatória, diante das adversidades enfrentadas pelo grupo. "É só o começo. Planejamos realizar outras manifestações e, assim, agregar cada vez mais pessoas", comenta.

Os manifestantes se concentraram na Praça do Congresso e percorreram as ruas do Centro de Manaus distribuindo folders com mensagens de repúdio e faixas de protesto.

Pressa para ganhar mais

Na quarta-feira, dia 16 de dezembro, os deputados federais aprovaram, em tempo recorde, o próprio reajuste salarial. O aumento de 61,8% alterou o vencimento do Congresso de R$ 16,5 mil para R$ 26,7 mil.

O reajuste também englobou o presidente da República (133,9%) e vice-presidente (148,6%).

Da bancada amazonense no Congresso, Átila Lins (PMDB), Rebecca Garcia (PP) e Silas Câmara (PSC) votaram a favor do reajuste. Os demais deputados não participaram da votação.

Em menos de 24 horas depois, foi a vez dos parlamentares da Assembleia Legislativa do Amazonas aumentarem o próprio salário. Na quinta-feira (17), todos os deputados estaduais decidiram pelo aumento de R$ 12 mil para R$ 20,4 mil.

Os aumentos começam a valer a partir de fevereiro de 2011.

VEJA TAMBÉM NO D24am