comments powered by Disqus
Notícias / Amazonas

Blitz fiscaliza e autua por preço abusivo de extintores ABC em Manaus

Algumas denúncias informaram que o produto estaria sendo vendido pelo dobro do valor usualmente encontrado.

terça-feira 6 de janeiro de 2015 - 4:42 PM

Isabelle Marques / portal@d24am.com

Estabelecimentos serão multados caso seja comprovado o preço abusivo. Foto: Divulgação

Manaus - Durante a manhã desta terça-feira (6), o Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran) e Programa Estadual de Proteção, Orientação e Defesa do Consumidor (Procon) realizaram blitze em estabelecimentos que vendem o extintor do tipo ABC.  De acordo com o Procon, muitas denúncias de aumento do valor do produto foram recebidas desde que o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) substituiu o antigo extintor de veículos BC pelo modelo ABC, estabelecida pela resolução 333/2009.  Algumas denúncias informaram que o produto estaria sendo vendido pelo dobro do valor usualmente encontrado.

De acordo com o Procon, os valores de multas para lojas que praticarem preço abusivo na venda de extintores ABC vão de 200 até 3 milhões de Unidades Fiscais do Município (UFMs), equivalente a aproximadamente  R$ 16 mil a R$ 24 milhões, cada UFM equivale a 83,78.

A loja Bomberaços Extintores, localizada na Alameda Cosme Ferreira, zona leste de Manaus, foi autuada por vender o extintor ABC pelo valor de R$200.

A assessoria de comunicação do Procon informou que não há um valor tabelado do produto, mas que levantamentos apontam que a loja autuada vendia, há alguns meses, o produto por R$100 e, em menos de dois meses, aumentou em 100% o ganho no valor de venda.

A empresa terá dez dias para apresentar como defesa um balanço dos preços do extintor ABC dos últimos doze meses. Caso não seja apresentada uma justificativa plausível para o aumento, será aplicada uma multa referente a prática de vendas com preços abusivos.

Além dessa autuação, a loja também foi multada em R$ 1.060 mil, pois não apresentava no seu estabelecimento o Código de Defesa do Consumidor.

A EMOPS, localizada na Constantino Nery, zona centro-sul de Manaus também foi visitada. Diferente das denúncias ao Procon, a loja não apresentava superfaturamento nos valores de venda do produto que tinha o preço médio entre R$70 a R$75. Entretanto, devido ao aumento da demanda, o extintor não era mais encontrado para venda no local.

Segundo a assessoria de comunicação do Detran, através de um levantamento feito pelo órgão, foi percebido que, a partir do decreto da nova resolução que reestabelece o extintor, houve o aumento do valor de venda do produto e a diminuição do produto encontrado nas lojas devido à alta demanda. Diante do problema, o Detran solicitou uma blitz em parceria com o Procon.

Prorrogado o prazo

Obrigatoriamente, a exigência do novo modelo de extintor ABC nos veículos iria começar a partir do dia 1º. Entretanto, após inúmeras queixas o ministro das Cidades Gilberto Kassab, em acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), decidiu adiar por 90 dias a exigência, não multando aqueles que dirigem sem o equipamento.

A assessoria do Detran esclarece que, com o adiamento, não irá multar ainda os motoristas que não tiverem o novo modelo. Ressaltando que blitze educativas serão realizadas para orientar os motoristas.

Para receber informações e denúncias e informações sobre compra e venda do extintor ABC, o Procon disponibiliza o número 0800 082 0111.

 

VEJA TAMBÉM NO D24am