comments powered by Disqus
Notícias / Amazonas

Manaus Ambiental garante resolver problema da água em Manaus em um ano

Diretor-presidente da empresa informou ainda que a Manaus Ambiental irá investir cerca de R$ 45 milhões em água somente neste ano.

quarta-feira 20 de junho de 2012 - 4:10 PM

Moradora contou que ficou emocionada quando percebeu que o fornecimento estava contínuo há três dias. Foto: Wenderson Costa

O problema de abastecimento de água na cidade de Manaus deverá ser totalmente resolvido em até 12 meses, garantiu o diretor-presidente da empresa Manaus Ambiental (substituta da Águas do Amazonas), Alexandre Bianchini. Segundo ele, a nova concessionária está aguardando a negociação do Proama entre o município e estado, mas já segue com os projetos de operação de sistemas de abastecimento para a capital.

“Com ou sem Proama, iremos dar continuidade. Iremos aguardar o pronunciamento da negociação, pois foi investido dinheiro público nesta obra (R$ 363 milhões), que por sinal foi muito bem feita. Nós só queremos investir mais e colocá-la em operação para a melhoria dos moradores da cidade. Mas deixo claro que não iremos esperar eternamente por essa negociação, nosso compromisso é com a população de Manaus”, declarou Bianchini.

A mudança na concessão de água foi anunciada no dia 17 de maio, mas Bianchinni informou que os técnicos da holding Águas do Brasil - que possui 50,25% das ações - já estavam estudando o sistema de abastecimento do Amazonas há 6 meses. "A implantação do novo sistema começou há dois meses, mas nossos técnicos já estavam há 6 meses estudando o sistema, e isso já vem nos dado resultados positivos. Realmente as coisas estão mudando, e maiores investimentos virão pela frente para a solução do abastecimento", prometeu.

Alexandre informou que uma análise de simulação hidráulica com um software de última geração da Águas do Brasil identificou a possibilidade de alterações operacionais, de forma a levar água para as áreas onde o abastecimento é precário, como na zona leste e zona sul da capital. Bianchini informou ainda que a Manaus Ambiental irá investir cerca de R$ 45 milhões em água somente neste ano.

População com água na torneira

Alexandre contou que a revitalização dos 16 poços da cidade terminarão no dia 30 de julho, sendo que "oito deles já estão prontos, e 5 novos poços serão instalados na cidade", informou. Ele ressaltou ainda que 100 mil habitantes das zonas sul e leste já estão sendo beneficiados com o novo sistema de abastecimento.

O fornecimento da água tinha 'pouca' pressão nessas zonas, e alguns moradores chegavam a ficar cerca de quatro  meses sem água na torneira. A dona de casa Laura de Oliveira, contou que ficou emocionada quando percebeu que o fornecimento - que antes era intermitente - estava contínuo há três dias em sua casa.

Ela, que reside na rua Arthur Cruz, Petrópolis, zona sul da capital, relatou que precisava recorrer à escola do bairro para conseguir água. "Era horrível, vivíamos humilhados precisando de água, eu já chorei diversas vezes por não ter nem como tomar banho. Nesses três dias eu até tomei banho de chuveiro, o que antes era impossível", contou Laura.

Era com baldes e água escassa que o morador da comunidade Vale do Amanhecer (zona sul), Antônio Almeida, também tomava banho. Ele relatou que recebeu uma visita dos engenheiros da Manaus Ambiental e, dias após, o problema da água estava resolvido na comunidade. "Não tínhamos água pra cozinhar, nem tomar banho. Foram quase 4 meses sem água e não conseguíamos resolver nada. Graças a Deus nesses dias está tudo normal, e a água está até subindo para a caixa d'água", disse Antônio.

No Coroado 1, na zona leste, onde existia um grande número de reclamações de falta de água, o abastecimento está contínuo há duas semanas. De acordo com os aposentados João e Marly Lima, moradores da rua Dom Bosco, a água está chegando normalmente na torneira. "Faz duas semanas que estamos com o fornecimento direto, mas já cheguei a passar dois meses sem água. Nunca fomos inadimplentes mas a empresa era conosco, pois não nos fornecia o que pagávamos. Tínhamos água por menos de duas horas por dia, e na maioria das vezes não era suficiente para abastecer nossa caixa d'água", informou João.

No bairro São José 1, na zona leste, a moradora da rua Rosarinho, Rosana da Fonseca, também afirmou que não está mais sofrendo com as interrupções de água. "Agora está ótimo. Antes só tínhamos água de noite e nesses dias a água não parou nenhuma hora. Espero que continue assim para sempre".

Equipe técnica realiza visitas periódicas nos bairros

O engenheiro sanitário da Águas do Brasil, Juscelio Souza, informou que graças a uma modelagem matemática feito pela empresa foi possível transferir a água para pontos onde o abastecimento não existia. Ele e uma equipe técnica da empresa estão visitando os bairros que tem carência de água.

“Estamos sempre ouvindo as pessoas durantes esses dois meses. O trabalho é diário, constante, e o ano inteiro enquanto estivermos em Manaus. Nós queremos melhorar a vida do manauara e abastecer da melhor forma possível”. O engenheiro ressaltou a afirmação do diretor Alexandre Bianchini. “Em 12 meses o problema da água será resolvido. Temos a solução para isso e estamos trabalhando arduamente para por em prática nosso projeto. Manaus pode contar conosco”.

VEJA TAMBÉM NO D24am