comments powered by Disqus
Notícias / Amazonas

Polícia libera avenida após manifestação na frente da Suhab

Centenas de pessoas ameaçam invadir a sede da Suhab, em Manaus, em busca de cadastro no programa. Secretaria diz que inscrições só acontecerão no segundo semestre.

quinta-feira 26 de maio de 2011 - 8:39 AM

Centenas de pessoas foram à Suhab buscar cadastro no Minha Casa, Minha Vida. Foto: Wenderson Costa

Manaus - Informação de que a Superintendência de Habitação do Amazonas (Suhab) estaria realizando cadastro para a distribuição de casas pelo projeto 'Minha Casa Minha Vida', levou mais de 2 mil pessoas à sede da superintendencia na manhã desta quinta-feira (26).

Uma fila está formada desde às 9h da manhã de quarta-feira (25) na frente da Suhab e mais pessoas chegam a todo momento de diversos bairros da cidade. O trânsito na Alameda Cosme Ferreira chegou a ser fechado no sentido Centro/Bairro, mas, em seguida, a polícia conseguiu liberar o trânsito.

Os populares reclamam da falta de informação por parte da direção que teria permitido a formação do tumulto. "Se eles tivessem se dado ao trabalho de vir falar com o povo, nada disso teria ocorrido", reclama a dona de casa Verônica Vasconcelos, 54, moradora do Parque 10, que está desde às 19h de ontem na fila.

A Suhab por outro lado informa que avisou as pessoas que estavam na fila durante a noite que não estavam realizando nenhum tipo de cadastro. Em nota, a assessoria informa que não irá mais sair para tratar com as pessoas na fila. Que os avisos foram repassados durante a noite e temem pela segurança dos funcionários caso abram os portões.

"Eles pensam que aqui tem marginal. Só tem mãe de família e crianças aqui. Ninguém quer brigar, nós só queremos o direito à uma casa, a viver dignamente. E vamos pagar por isso, a casa não é de graça", protesta a industriária Ediane Brito, 35, na fila desde às 4h da manhã.

Enquanto isso, oito viaturas da Ronda Ostensiva Candido Mariano (ROCAM) e policias do Grupo de Choque fazem a proteção da Suhab contra uma possível confusão. O helicóptero da PM também está na área realizando vôos baixos.

"A gente só espera que eles não façam o mesmo que fizeram na manifestação do Coroado. Já dissemos para os homens não se meterem, para deixar a palavra com a gente (mulheres), e evitar dar motivo para eles (policias) usarem a força", comenta a aposentada Alexandra Matos, 65, que aguarda na fila há cinco horas.

CADASTRO SOMENTE EM JUNHO

Três horas após o início do tumulto, a Polícia Militar continua na frente da Superintendência de Habitação do Amazonas – SUHAB - evitando que os populares entrem na sede. De acordo com o Comandante da PM, Zona Leste, Júlio Alberto Simonetti, a ordem é permanecer no local até que todas as pessoas deixem a área.

"Iremos ficar aqui resguardando o patrimônio público e a segurança das pessoas. Já formos informados que a SUHAB não está fazendo nenhum cadastro e estamos avisando a população para que voltem para suas casas. Infelizmente ainda existem pessoas teimosas e que não entendem a situação", disse Simonetti.

A SUHAB informou que apenas no próximo semestre irá realizar cadastro para o programa 'Minha Casa Minha Vida', mas ainda não possui local nem data definida. Em nota disse que as pessoas devem entender que o que ocorreu hoje foi um 'mal entendido' e que em nenhum meio de comunicação foi dito que hoje havia cadastramento.

A assessoria informou ainda que a gerente de Assistência Social da SUHAB, Sheila Cristina Bortoleto, já conversou com as pessoas na fila "mais de cinco vezes hoje", explicando que não há nenhum cadastro, mas que mesmo assim as pessoas continuam na fila.

"Não temos hora para sair daqui, vamos ter que esperar as pessoas entenderem e voltarem para suas casa. Felizmente não há nenhum tumulto no momento", disse Simonetti.

 

VEJA TAMBÉM NO D24am