comments powered by Disqus
Notícias / Economia

Net lança plano de internet de 10, 20 e 100 mega para clientes de Manaus

Quem já é cliente terá um aumento na velocidade do atual pacote. Não é necessário que os assinantes liguem para solicitar o aumento, que será feito automaticamente.

terça-feira 23 de agosto de 2011 - 6:39 PM

Diretores da Net anunciaram novos pacotes de banda larga, e a ampliação da velocidade dos atuais assinantes. Foto: Eraldo Lopes

Manaus - A partir da madrugada de quarta-feira, Manaus passa a receber também as ofertas de velocidade para internet banda larga de 10 megabits por segundo (Mega), 20 Mega e 100 Mega da NET. O anúncio foi feito hoje em Manaus pelos executivos da NET. Os cliente da empresa terão a velocidade aumentada, sem qualquer custo adicional.

Não é necessário que os assinantes liguem para solicitar aumento das velocidades. “As novas velocidades serão configuradas automaticamente nessa madrugada e os clientes receberão um comunicado informando a alteração”, anunciou o gerente de operações da NET em Manaus, Lisandro Bueno.

Segundo Bueno, a NET atende atualmente em torno de 40% dos 63 bairros de Manaus, mas pretende dobrar o número de domicílios habilitados a receber os serviços da empresa até 2012. No interior, a NET não possui concessão dos serviços.

“A velocidade de 100 Mega será disponibilizada gradativamente para os bairros que a NET atende, mas num primeiro momento seis bairros poderão solicitar o serviço”, afirma Bueno. Ponta Negra, Vieiralves, Cachoeirinha, Alvorada, Dom Pedro e parte da Cidade Nova são os primeiros bairros com habilitação para a velocidade de 100 Mega da NET.

Após a conclusão da implantação da rede de fibra ótica subfluvial pela Empresa Brasileira de Telefonia (Embratel), que chega por meio da transposição do Rio Solimões, foi possível viabilizar as novas velocidades de rede. Até o início deste ano, este trecho era transposto com enlaces de rádio, que limitavam as velocidades disponíveis na cidade.

Os investimentos da NET em Manaus esse ano para a expansão e modernização da rede, lançamento de novos produtos e inovação tecnológica somam R$ 50 milhões. De acordo com o vice-presidente da NET, Daniel Barros.

Os clientes interessando em adquirir a internet banda larga da NET com velocidade de 100 Mega terá que desembolsar R$ 499,90. Novos clientes para internet banda larga com 20 Mega está custando R$ 179,90, 10 Mega custa R$ 129,90 e de 1 Mega a R$ 69,90.

A NET também lançou hoje o NET Empresas, um serviço que busca atender pequenas e médias empresas dos setores de serviços e comércio. Os planos incluem combinações de telefonia fixa, banda larga de até 10 Mega, rede sem fio e TV por assinatura. Os pacote combinados do NET Empresas variam de R$ 189,90/mês e R$ 219,90/mês.

De acordo com levantamento do Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil), divulgado no início de agosto, 33% da população de Manaus possui conexão de internet banda larga, equivalente aos acessos do Canadá.

Já o serviço de TV por assinatura no Amazonas chegou a 167.310 domicílios no primeiro semestre desse ano, segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), um crescimento de 26,19% sobre o primeiro semestre do ano passado. O Amazonas é o sexto Estado com maior número de residências com acesso a TV fechada no País.

Reclamações

De janeiro a maio deste ano a Anatel recebeu 5.421 reclamações por má prestação de serviços por empresas de telefonia móvel, fixa e de televisão por assinatura no Amazonas. O número representa um crescimento de 65% na quantidade de reclamações sobre o setor.

Em todos os segmentos, a cobrança e o atendimento aparecem como os principais problemas. Segundo a Anatel, em 82% dos casos os problemas recebidos pelo atendimento são resolvidos.

O serviço de telefonia fixa foi o campeão de queixas, com o registro total de 3.852 reclamações, mais que o dobro de casos registrados no mesmo período do ano passado. A maioria das reclamações neste segmento ficou por conta de problemas com reparos nas linhas telefônicas.

No segmento de TV por assinatura, o número de reclamações deste ano chegou a 219, número 36% superior que o recebido no mesmo período do ano passado. Assim como na telefonia móvel, problemas com a cobrança figuram como o principal motivo de queixas, com 84 registros. Reparo vêm logo em seguida, com 50 reclamações.

VEJA TAMBÉM NO D24am