comments powered by Disqus
Notícias / Economia

Procon condena 200 sites de compras por irregularidades

Páginas não recomendadas devem ser evitadas pelo consumidor em compras pela internet

quarta-feira 28 de novembro de 2012 - 4:59 PM

Procon sugere que o consumidor dê preferência a sites que tenham Sistema de Atendimento ao Consumidor Foto: Nathalie Brasil

Manaus - A Fundação Procon-SP divulgou uma lista com mais de 200 sites que devem ser evitados pelo consumidor em compras pela internet. As páginas não são recomendadas porque o órgão recebeu reclamações por irregularidades na prática de comércio eletrônico.

Os sites foram classificados pelo órgão de defesa do consumidor com as condições ‘fora do ar’ ou ‘no ar’. De acordo com o Procon-SP, as principais reclamações dos consumidores sobre as páginas não recomendadas são: falta de entrega do produto adquirido pelo consumidor e ausência de resposta das empresas para a solução do problema.

Os fornecedores virtuais não foram localizados, inclusive no rastreamento feito no banco de dados de órgãos como Junta Comercial, Receita Federal e Registro BR, responsável pelo registro de domínios no Brasil, o que inviabiliza a solução do problema apresentado pelo consumidor.

O Procon sugere que o consumidor dê preferência a sites que tenham Sistema de Atendimento ao Consumidor (SAC).


Documentos relacionados

VEJA TAMBÉM NO D24am