comments powered by Disqus
Notícias / Manaus 2014

Equipes retomam cadastro de moradores no entorno da Arena da Amazônia

Acesso a ruas será restrito em dias de jogos da Copa do Mundo e moradores precisam de passe. Até agora, 3,5 mil casas em 58 ruas foram cadastradas.

sábado 24 de maio de 2014 - 9:00 AM

Serão visitadas casas das 58 ruas que irão ser interditadas durante os jogos da Copa do Mundo. Foto: Jair Araújo Foto: Jair Araújo

Manaus - Neste sábado (24), a partir das 9h, os recenseadores do Corpo de Bombeiros e da Superintendência de Habitação do Amazonas (Suhab) vão retornar às casas do entorno da Arena da Amazônia que estavam fechadas nas ruas que serão interditadas durante os quatro jogos da Copa do Mundo em Manaus.

“Estamos fazendo isso para cadastrar o maior número possível de pessoas, a fim de que ninguém seja prejudicado durante o período de restrição dessa área nos dias de jogos. Por isso, é importante ter alguém nas residências para prestar informações”, afirmou o coordenador da Unidade Gestora do Projeto Copa (UGP-Copa), Miguel Capobiango.

O trabalho teve início no último sábado e, até o momento, já foram cadastradas cerca de 3,5 mil casas em 58 ruas que ficam em um raio de aproximadamente um quilômetro da Arena da Amazônia. O número total ainda está sendo contabilizado, pois as informações dos formulários preenchidos estão sendo alimentadas no banco de dados.

Após o termino do processo de cadastramento e processamento de todas as informações, o governo do Estado irá divulgar como será feita a entrega das credenciais à população.

O controle é para permitir o acesso às casas de mais de 8 mil moradores que residem no entorno da Arena nos dias 14, 18, 22 e 25 de junho, datas dos jogos da Copa.

A ação está sendo realizada por 50 recenseadores.

Esclarecimento

A UGP-Copa esclarece, ainda, que qualquer pedido de informação por e-mail à população em relação ao cadastramento do entorno da Arena da Amazônia para a Copa do Mundo não é oficial e não deve ser respondida.

O cadastramento das pessoas que moram em condomínios do perímetro está sendo feito pelos próprios moradores por meio de formulários distribuídos pelos síndicos de cada prédio, pois para este público o Governo do Amazonas buscou auxílio da administração dos edifícios.

VEJA TAMBÉM NO D24am