comments powered by Disqus
Notícias / Manaus 2014

Zoológico do Cigs e Inpa anunciam reformas visando os turistas durante a Copa de 2014

Mudanças são visando a Copa de 2014 quando Manaus será sub-sede e deve atrair grande quantidade de turistas.

domingo 6 de fevereiro de 2011 - 12:33 PM

Zoológicos passarão por reformas para atrair mais turistas. Foto: Evandro Seixas/ Acervo-DA

Manaus - O zoológico do Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs) do Exército e o Bosque da Ciência, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) passarão por reformas este ano para atrair visitantes durante a Copa do Mundo de 2014.

Entre as mudanças no Cigs, no São Jorge, zona oeste, estão previstas a construção de um aquário e um museu de animais empalhados, informou o tenente Denis Caetano. Serão três tanques para exposição de peixes amazônicos, construídos na entrada do zoológico. As obras iniciam no próximo mês e têm previsão de 180 dias. O valor será de R$ 380 mil, conforme publicado no Diário Oficial da União (DOU). “O museu ainda está na fase de projeto e captação de recursos, provavelmente no segundo semestre teremos informações mais detalhadas”, disse o tenente.

No Cigs, é possível encontrar cerca de 56 espécies de animais amazônicos, alguns em risco de extinção como o gavião real, por exemplo, além de cobras, jacarés, crocodilos, onças e araras.

O Bosque da Ciência, do Inpa, está em processo de revitalização, informou o coordenador Jorge Lobato. Segundo ele, cada uma das áreas do bosque , entre elas, Casa da Madeira, Paiol da Cultura, entre outras, vão passar por ampliações e reformas até 2014. “A estrutura será mantida, serão mudanças no acabamento para acolher melhor os visitantes e na programação cultural”, explicou.

A última inauguração foi do novo auditório, com capacidade para 120 pessoas.

A próxima obra será substituição da madeira pelo concreto da trilha suspensa, que permite ao visitante ter uma visão panorâmica de todo o bosque. “Vamos refazer toda a sinalização para incluir novas trilhas”, disse. Outra mudança prevista é transformar o espaço onde estão localizados os tanques de peixe-boi em uma área coberta. “Essa é uma necessidade que os pesquisadores encontraram, ainda está em processo de avaliação científica”, disse o coordenador.

 

Em 2010, o Bosque da Ciência, do Inpa, bateu o recorde no número de visitantes, um total de 20 mil pessoas, segundo o coordenador Jorge Lobato. O principal público são estudantes que participam do programa ‘Circuito da Ciência’ e turistas. “60% dos visitantes são estrangeiros, poucos amazonenses visitam ou mesmo conhecem o bosque”, disse.

São 130 metros quadrados ao ar livre, com trilhas educativas entre 14 pontos atrativos do bosque, como o ‘Lago Amazônico’, a ‘Ilha Tanimbuca’, árvore rara com mais de 600 anos, entre outras atividades. De terça a sexta-feira, o horário de visitação é das 9h às 11h30 e das 14h30 às 16h30.

 

VEJA TAMBÉM NO D24am