comments powered by Disqus
Plus / Carnaval

Com homenagem a Luiz Gonzaga, Banda do Galo anima foliões na Avenida das Torres

Mesmo por conta do atraso devido a chuva, os foliões lotaram rapidamente o local para prestigiar o evento; expectativa é que até 100 mil pessoas compareçam a festa

terça-feira 28 de fevereiro de 2017 - 5:53 PM

Michelle Freitas / portal@d24am.com

Após chuva foliões lotaram rapidamente a Avenida das Torres. Foto: Michelle Freitas
Manaus - A chuva que atingiu Manaus na tarde de hoje, atrasou em pouco mais de uma hora a tradicional Banda do Galo, mas não foi o bastante para desanimar os foliões, que não se importaram com o tempo e caíram na folia, uns protegidos por guarda chuva e capas protetoras, e outros sem nenhuma proteção. Após o mau tempo, a Avenida das Torres rapidamente foi ocupada por cinco mil brincantes na tarde desta terça-feira (28), segundo estatísticas da Polícia Militar. A expectativa dos organizadores é que até o final do dia, cerca de 100 mil pessoas compareçam ao evento, que neste ano homenageia o cantor e compositor Luiz Gonzaga.
 
Debaixo de chuva Leticia Silva Lima, 19, foi com o marido curtir a Banda do Galo. Ela contou que esse é o primeiro ano do casal e que a chuva não tirou a animação dos dois. “Estou gostando muito das marchinhas. A chuva é só um detalhe, porque hoje o dia é de diversão”, disse.
 

                                                Foto: Michelle Freitas
                                                            
Quem também não se importou com a chuva, foi Junior Santos, 23. Vestindo o abadá da Banda do Galo ele caiu na folia. “Não tem chuva que atrapalhe quando a gente quer se divertir. Esse é meu segundo ano participando e eu estou adorando”, comentou.
 
A amiga de Junior, Ante Melo, 39, também decidiu prestigiar o evento ainda na chuva. Natural de Recife, ela conta que ir a Banda do Galo é a maneira que encontrou para matar a saudade de sua terra natal. “Não tinha como não participar. Sou de Recife e amo o frevo. Temos a chuva, mas também temos a alegria, então vamos misturar os dois”, disse. 
 
Fantasiadas para brincar na banda, as irmãs Mayara, Maria e Marta Reis, decidiram se precaver e levaram capas de chuva. Esse é o terceiro ano que elas participam do Galo.

“A gente trouxe a capa porque achávamos que ia chover e foi o que aconteceu. E graças a capa pudemos curtir mesmo com chuva sem molhar nossas fantasias!”, destacou Maria. 
 
Esse ano o tema da banda é “Baião Frevô”, em homenagem ao cantor e compositor Luiz Gonzaga, um dos grandes nomes da música popular brasileira. O repertório de Luiz Gonzaga foi tocado por todas as bandas convidadas pelo bloco, além da Banda e da Orquestra de Frevo oficiais do Galo de Manaus.


                                                 Foto: Michelle Freitas
 
Chuva
 
De acordo com o organizador do evento Theo Alves, com o tempo fechado, foi decido esperar um pouco antes de animar os foliões na Avenida das Torres, para evitar acidentes com os palcos e também para preservar equipamentos. Previsto para iniciar 14h, o evento começou por volta das 15h30 e os horário das bandas foi remanejado.
 
“Com essa chuva fica difícil iniciar a banda no horário marcado porque temos que preservar a integridade física dos nossos foliões e os nossos equipamentos. Mas a chuva não atrapalhou em nada, porque a festa tem que continuar”, explicou. 
 
Galo de Manaus
 
O Galo de Manaus foi criado em 2004 por pernambucanos que vieram trabalhar no distrito industrial da cidade e foi inspirado no Galo da Madrugada, de Recife, considerado o maior bloco do mundo. A primeira festa na capital amazonense reuniu cerca de 150 brincantes e atualmente atrai um público de, pelo menos, 100 mil pessoas. A participação no Galo de Manaus é gratuita.

VEJA TAMBÉM NO D24am