comments powered by Disqus
Plus / Cinema

Talentos amazonenses vão aparecer em filme italiano feito em Manaus

A produção conta com 92 atores escolhidos entre Parintins e Manaus. A seleção para figurantes está em processo de finalização pela Luppi Produções.

terça-feira 6 de dezembro de 2011 - 9:27 PM

Parte da produção foi feita no bairro de São Jorge, em Manaus. Foto: Divulgação

Manaus - Ocineasta italiano Giogio Diritti continua em Manaus a produção do seu novo filme ‘Vanitá’ (‘Vaidade’, em português). Giogio ficou duas semanas em uma comunidade da cidade, observando a rotina e as pessoas com suas histórias interessantes. Ao idealizar o filme, convidou-as para compor o elenco e atuarem como personagens, mas trocando seus nomes. 

Locações

A produção conta com 92  atores escolhidos entre Parintins e Manaus. A seleção para figurantes está em processo de finalização pela Luppi Produções. Já foram filmada as cenas em Parintins e hoje serão filmadas na comunidade Arthur Bernardes, no bairro de São Jorge. 

História

O filme conta a história da Madre Superiora Franca (Pia Englebert), que tem a missão de evangelizar os índios da Amazônia. Franca tem uma aspirante a freira: Augusta (Jasmine Trinca) a linda jovem loira dos olhos azuis, repleta de questionamentos sobre a existência de Deus e a vida. Um dos enlaces românticos do filme acontece quando Augusta começa a namorar João (Paulo Batista, ator descoberto pela produção, no bairro João Paulo, na zona norte de Manaus).

‘Vanitá’ também aborda a má distribuição renda. Mostra que os índios passam fome, enquanto os padres esbanjam fartura em banquetes. O roteirista do filme atua como o personagem ‘Padre Mirco’.

Talento amazonense

O amazonense Paulo Batista soube da seleção para atores por meio de uma vizinha e, sem pretensão de se tornar ator, o jovem aceitou o convite e se dirigiu ao local de teste. O novo talento concorreu com 100 jovens e foi o único a  se enquadrar no papel de ‘João’, paixão de ‘Augusta’.

A pretendente a freira se encanta com rapaz com traços amazônicos, que é trabalhador, generoso, divertido, extrovertido, e que tem como cartão de visita a alegria - que chama a atenção de todos, inclusive a dela. A primeira cena que gravou, na semana passada, aconteceu nas proximidades das balsas do São Raimundo.

No ‘take’, Paulo descarrega caixas de um barco para, em seguida, as ‘tomadas’ continuarem com Paulo jantando em uma das barracas de alimentação no entorno do Mercado Adolpho Lisboa.

”Eu nunca pensei que isso ia acontecer comigo. Por eu ser divertido como o personagem, no meu emprego ninguém acredita que estou atuando no ‘Vanitá’”, disse o novo ator.

Amazônia

As cenas exaltam a beleza amazônica e seus encantos, assim como a personalidade do povo que mora no Amazonas. Em certo trecho do filme, a futura freira ‘Augusta’ revela em pensamento: “As crianças ainda mais, grudam como moscas e sorriem com aqueles dentes perfeitos que não precisam de aparelhos nem de dentista”. Em outra cena, Augusta também afirma que, apesar de todo o sofrimento, as pessoas são maravilhosas e sempre sorriem. Agora, é aguardar o resultado da vaidade brasileira e, claro, amazonense, segundo a ótica italiana.

VEJA TAMBÉM NO D24am