comments powered by Disqus
Plus / Comportamento

Educação também é base para trânsito seguro

Prefeitura investe em campanhas e outros instrumentos pedagógicos para levar segurança às vias

domingo 19 de março de 2017 - 9:30 AM

Da Redação / portal@d24am.com

Prefeitura de Manaus promove Mostra de Jogos Educativos do projeto Transversalizando o Trânsito. Foto: Divulgação/ Semed

Manaus - Quem trabalha todos os dias com educação sabe que este é o caminho mais adequado para conquistar a mudança de comportamento nas pessoas. E o mais gratificante para quem educa é saber que o resultado do seu trabalho colaborou para salvar vidas no trânsito. 

A mensagem da Prefeitura de Manaus por um trânsito mais seguro é compartilhada, diariamente, pelos educadores do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans). No ano passado, por exemplo, mais de 300 mil pessoas foram alcançadas nas atividades de educação para o trânsito desenvolvidas.

A rotina dos educadores inclui visitas a escolas, repartições públicas, empresas de médio e grande porte, abordagens nas ruas e em locais de grande circulação de pessoas. Todos os dias, a programação é diferente, porém, com o mesmo foco: sensibilizar condutores e pedestres a terem atitudes que resultem em comportamento seguro no trânsito.

A equipe de educação do Manaustrans começa o dia bem cedo, na porta das escolas, antes da entrada das crianças. Os educadores ensinam o ‘sinal da vida’ para os estudantes e responsáveis pelos alunos. O gesto de estender o braço e sinalizar antes de atravessar é ensinado várias vezes. 
 


Foto: Divulgaçao/ Semed

 

“O condutor precisa ver o pedestre que está aguardando para atravessar a rua. E o pedestre, após sinalizar, aguarda a parada de todos os veículos, antes de fazer a travessia. É uma atitude simples que garante segurança no trânsito”, explica Maria Rita Santos, chefe da divisão de educação do Manaustrans. 

Dentro das escolas, a alegria é grande para falar sobre trânsito para a garotada. Os educadores utilizam teatro, cinema, música, jogos e brincadeiras para ensinar leis do Código de Trânsito Brasileiro; placas de sinalização; e maneira segura de utilizar faixa de pedestres e passarelas. Todo o material é produzido pelos educadores e usado de acordo com a idade das crianças e adolescentes que participam das atividades.

A agenda da equipe de educação para o trânsito do Manaustrans inclui visitas marcadas antecipadamente com as escolas. Há, também, o atendimento às instituições que solicitam a presença dos educadores pelo e-mail educação.manaustrans @pmm.am.gov.br.

Para o diretor-presidente do Manaustrans, Franklin Pinto, as atividades de educação desenvolvidas nas escolas, reafirmam as metas da Prefeitura de Manaus visando à redução de acidentes e à multiplicação das mensagens por um trânsito mais seguro. “As crianças serão os futuros condutores. Acreditamos que elas podem levar adiante as informações dos nossos educadores para que os pais e outros adultos entendam que o trânsito é um espaço que pode ser compartilhado com respeito e paz”, ressaltou o presidente.


Instrumentos pedagógicos

As crianças e professores ainda participam de mais um projeto de educação desenvolvido pelo Manaustrans: o Transversalizando o Trânsito. A iniciativa, idealizada pelo Manaustrans, em 2011, e executada em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semed), insere o tema ‘trânsito’ no currículo escolar. 

Há, também, um conjunto de orientações que conduzem à prática pedagógica voltada ao tema trânsito de forma contínua, para estimular os estudantes e a comunidade escolar a construírem um trânsito mais seguro e humano.

Nos últimos quatro anos, o Transversalizando foi ampliado para a Educação Infantil e para o Ensino Fundamental. Um momento marcante do projeto ocorreu, no ano passado, com a realização de uma grande mostra na quadra do Clube do Trabalhador. Na ocasião, foram apresentados os resultados dos trabalhos de alunos de 123 escolas da rede municipal, que confeccionaram jogos educativos relacionados ao trânsito, com a utilização de material reciclado. 

Foi a primeira Mostra Pedagógica do Projeto Transversalizando o Trânsito, realizada em parceria com a Semed e Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

À época, foi lançado o Catálogo de Jogos Educativos do Projeto Transversalizando o Trânsito, que reúne 129 jogos e brincadeiras confeccionados durante o ano pelos alunos envolvidos nos projetos. O catálogo já faz parte das ferramentas pedagógicas dos professores, que utilizam as informações durante todo o ano em atividades voltadas para a segurança no trânsito. 

O público adulto também recebe atividades de educação que buscam a sensibilização e mudança de comportamento. O Projeto Condutor Consciente atualiza conhecimentos sobre legislação de trânsito e sensibiliza condutores profissionais a contribuirem para a harmonia e segurança no trânsito da cidade, estendendo-se, também, para o público de mototaxistas.

Motoristas profissionais integram o público desse projeto, recebendo atualização de informações sobre trânsito, legislação, direção defensiva, respeito a ciclistas e pedestres. Desde o início do projeto, em 2014, até novembro de 2016, um total de 3.153 condutores participaram das turmas. Empresas interessadas em obter a formação no Condutor Consciente para seus motoristas profissionais, podem solicitar o treinamento, por meio do e-mail educacao.manaustrans@pmm.am.gov.br

O projeto faz parte da programação do Plano Intersetorial de Segurança Viária para Manaus do Comitê Vida no Trânsito, que conta com a participação do Manaustrans, Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) e Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).



Campanhas mobilizam todos os entes envolvidos nas ruas

A Prefeitura de Manaus tem investido em campanhas marcantes para a mudança de comportamento de condutores e pedestres. A mais recente, lançada no mês de fevereiro, destaca que ‘No Trânsito eu Compartilho Respeito’ com o propósito de conscientizar motoristas quanto ao respeito aos ciclistas. Diversos representantes de grupos de pedal, que contribuíram diretamente para elaboração da campanha, estiveram presentes à apresentação, na sala de reunião da sede da Prefeitura.

Segundo o coordenador do Pedala Manaus, Paulo Aguiar, a campanha representa um começo para enfatizar que os ciclistas possuem espaço no trânsito e precisam ser respeitados. “A campanha é muito boa e deve ser permanente para que tenha o efeito real. Se as leis fossem cumpridas, não haveria necessidade de ciclovias e bastaria respeitá-las”, observou. 

O ciclista Werner Albuquerque foi quem protagonizou os vídeos da campanha e enfatizou que é importante que todos abracem a causa e compartilhem respeito, independente do modal que utilizem. “Temos muitos personagens dividindo o asfalto e essa campanha vem para, justamente, conscientizar a todos que estão inseridos na mobilidade urbana”, explicou. 

O secretário municipal de Comunicação (Semcom), Marcos Santos, destacou o suporte que recebeu dos diversos grupos do pedal para elaboração da campanha e garantiu que haverá continuidade. “Começamos bem, com a ajuda dos diversos grupos de ciclistas, e, agora, queremos continuar esse trabalho conjunto para, cada vez mais, humanizar o trânsito”, disse. 

A campanha publicitária contempla diversas plataformas, com divulgação pelas mídias sociais — a exemplo da fanpage da Prefeitura de Manaus, com um vídeo de 30 segundos destacando a importância de vários transportes compartilharem, com respeito uns aos outros, o mesmo o espaço urbano. 

Além da campanha direcionada aos ciclistas, a Prefeitura de Manaus investe em ações que chamam a atenção para o respeito e uso correto da faixa de pedestres, como a campanha permanente ‘Manaus na Faixa’. Em 2015, também houve o lançamento da campanha que convocou pedestres, motoristas, motociclistas e ciclistas a, juntos, compartilhar as vias com respeito e generosidade.

As atividades esportivas também são os meios utilizados para falar sobre trânsito mais seguro. A Prefeitura de Manaus vem realizando, por três anos consecutivos, a Corrida Manaus pela Paz no Trânsito. A cada realização do evento, o número de participantes vem aumentando. Além do apelo esportivo e da mensagem por mudança de comportamento no trânsito, o evento também tem o enfoque social, pois, a cada inscrição, os participantes doam alimentos que são repassados para uma instituição de atendimento a pessoas carentes.

VEJA TAMBÉM NO D24am