comments powered by Disqus
Plus / Gourmet

Peixe é alternativa saudável e nutritiva nas ceias de fim de ano, diz pesquisador

Para o pesquisador Rogério de Jesus, do Inpa, a maior parte dos peixes amazônicos apresentam somente vantagens e nenhuma contraindicação na alimentação diária

quinta-feira 22 de dezembro de 2016 - 7:00 PM

Com informações de assessoria / portal@d24am.com

Pirarucu, tambaqui, tucunaré e pescada são sugestões menos calóricas e nutritivas para as ceias de fim de ano. Foto: Acervo/Rogério de Jesus/Inpa

Manaus - Pirarucu, tambaqui, tucunaré e pescada são sugestões menos calóricas e nutritivas para as ceias de fim de ano. De acordo com o pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC), Rogério de Jesus, os peixes despontam pela grande concentração de proteínas de alta qualidade e por oferecer menos quantidades de calorias, além de outros valiosos nutrientes para o organismo.

“Apesar de alguns pescados, como o camarão, serem considerados alergênicos (alimentos que podem causar alergias) e possuírem alto teor de colesterol, a maior parte dos peixes amazônicos apresentam somente vantagens e nenhuma contraindicação na alimentação diária”, diz o pesquisador Rogério de Jesus, doutor em Ciências de Alimentos e líder da área de tecnologia de alimentos do Inpa.

O pesquisador, que atua há mais de 30 anos, no desenvolvimento de novas tecnologias do pescado a partir das espécies nativas regionais, comenta que os peixes são alimentos ideais para os desportistas, por serem geralmente magros e altamente proteicos. “O peixe também contém potássio, sódio, ferro e demais micronutrientes que contribuem para o sistema nervoso e muscular funcionarem adequadamente”, diz. 

Rogério de Jesus também destaca que, no caso dos hipertensos, os peixes não devem ser fritos e, preferencialmente, devem consumidos frescos para não aumentar a concentração de gorduras e de sódio àquelas que já possuem naturalmente. “Por serem alimentos magros e ricos em potássio, são uma excelente opção na dieta”, explica.   

Na opinião do pesquisador, os peixes nativos podem também ser uma boa opção para tratar ou prevenir anemias nutricionais e são ideais para aqueles que buscam aumentar o cálcio em sua dieta sem a ajuda de alimentos lácteos. “Dependendo da forma de preparo, como o picadinho, por exemplo, podem concentrar esse mineral fundamental para a composição de ossos e dentes”, explica.

“Podemos ressaltar ainda a razoável concentração de ácidos graxos, ômega-3, presentes na gordura de muitas espécies de peixes, que são descritas em vários estudos como ideais na prevenção de doenças coronarianas”, diz ele. “Assim, podemos dizer que os peixes têm muito a oferecer na nossa dieta diária, podendo ser considerados como excelentes ingredientes de uma alimentação saudável”, ressalta o pesquisador. 

VEJA TAMBÉM NO D24am