comments powered by Disqus
Plus / Moda & Beleza

Bambuterapia relaxa e ainda elimina toxinas

Sessões, em Manaus, duram uma hora e meia ao preço de R$ 110.

domingo 4 de julho de 2010 - 3:31 PM

Bambuterapia serve tanto para fins saudáveis quanto estéticos. Foto: Eraldo Lopes

Com origem na França, a bambuterapia é, como o nome sugere, uma massagem feita com o auxílio de bambus. O peculiar instrumento massageador funciona como prolongamento dos dedos, permitindo uma abrangência maior da região do corpo massageada. Seja para relaxar, drenar ou modelar, o tratamento pode ser realizado tanto para fins saudáveis quanto estéticos.

Na massagem são usados bambus com diferentes tipos de espessura e comprimento, que ajudam o massoterapeuta a definir também a intensidade da pressão empregada nas manobras.

Os bambus mais finos são utilizados, na maior parte das vezes, para execução de uma massagem modeladora, o que vai exigir o uso de maior pressão por parte do profissional. “Nesse caso, a compressão é mais intensa justamente com a intenção de gerar a maior mobilização dos tecidos”, explicou Rivaneide da Silva, massoterapeuta e esteticista do Kalmma Zen SPA, na Rua Rio Javari, 32, Vieiralves. A ideia é garantir a intensidade necessária para promover a modelagem do corpo buscada.

Já os bambus mais grossos são, geralmente, os mais usados para a realização de uma massagem relaxante, quando são feitas manobras mais leves. Entre os efeitos dessa massagem estão a ativação da circulação e o aumento da vasodilatação.

Durante as sessões de ‘Sonho em Pina Bausch’ – como é denominada a bambuterapia no Kalmma Zen Spa – podem ser usados até 12 tipos diferentes de bambus. “Todas as regiões do corpo podem ser trabalhadas. Desde os membros superiores e inferiores, ventre, dorso até a face”, informou Rivaneide. Na técnica modeladora, as regiões mais visadas são abdômen, coxas e glúteos. O valor da sessão sai por R$ 110.

Vantagens

É possível ainda realizar uma drenagem linfática com a ajuda dos bambus. “Durante as manobras, é feita também a mobilização do líquido linfático, a linfa”, explicou a especialista. Assim, pode-se dizer que a bambuterapia possui como mais um dos benefícios a eliminação das toxinas do organismo. No Kalmma, a sessão de bambuterapia, seja ela relaxante ou modeladora, possui duração de uma hora e meia.

Outra vantagem é a realização de uma esfoliação simultânea enquanto se realiza a bambuterapia. “É feita uma renovação celular na pele de toda a região que recebe a massagem devido à textura característica do bambu”, disse. Essa esfoliação natural garante uma melhoria da permeabilidade cutânea, o que permite maior absorção dos ativos usados no tratamento e eficiência do resultado que se deseja alcançar: relaxamento ou modelagem.

Dependendo do tipo de bambuterapia escolhido pelo cliente, o uso das essências utilizadas também vai variar. Os óleos com fragrâncias de lavanda, canela e cipestre, por exemplo, são calmantes e por isso são usados para a bambuterapia relaxante. Já as essências de hortelã/pimenta, grapefruit e limão tahiti são estimulantes. Nas modeladoras são aplicados, geralmente, os ativos de cafeína, centelha asiática e castanha da índia, que auxiliam na mobilização da gordura.

VEJA TAMBÉM NO D24am