comments powered by Disqus
Plus / Música

20ª edição do Festival de Ópera será realizado em maio, em Manaus

“Tannhäuser” e “Onde vivem os monstros” são produções de destaque da nova edição do festival

quarta-feira 19 de abril de 2017 - 2:39 PM

Com informações de assessoria / portal@d24am.com

Este ano, o evento conta com uma equipe de produção que envolve quase 800 pessoas Foto: Divulgação/ SEC

Manaus - A partir do dia 7 de maio, às 19h, o Teatro Amazonas, que completou 120 anos em 2016, abre suas portas para a edição de número 20 do Festival Amazonas de Ópera (FAO), famoso por ter trazido, em suas edições, montagens de óperas mundialmente aclamadas, como Carmen, de Georges Bizet; Yerma, de Heitor Villa-Lobos; Os Troianos, de Hector Berlioz; e a montagem original em francês de Medée, de Luigi Cherubini; além da tetralogia completa de O Anel do Nibelungo, de Richard Wagner, seu maior destaque.

O Festival é realizado pelo Ministério da Cultura e Governo do Amazonas, por meio do Fundo de Promoção Social e da Secretaria de Estado de Cultura, com o patrocínio máster do Bradesco Prime e o apoio da Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC). A edição deste ano é a primeira a ser realizada inteiramente com recursos da iniciativa privada, contando com o patrocínio da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) e da Ambev, trazendo ainda a parceria com o Theatro São Pedro, de São Paulo.

Com 22 apresentações que incluem récitas de óperas, concertos e recitais, além de uma rica programação acadêmica com palestras e workshops, o Festival deste ano ainda conta com uma equipe de produção que envolve quase 800 pessoas, entre instrumentistas, cantores e técnicos, locais e nacionais, trazendo óperas inéditas para o deleite do público amazonense.

O governador do Amazonas, José Melo, destaca que a realização da vigésima edição do FAO é um avanço para a esfera cultural do Estado. “Nós passamos por diversas dificuldades, mas não deixamos a peteca cair, e hoje, apresentamos com orgulho mais uma edição do Festival, que como em anos anteriores, continuará a gerar emprego e renda para todos os envolvidos na sua produção”, afirma.

Para o secretário de Estado de Cultura, Robério Braga, realizar mais uma edição do Festival traz a sensação de um dever cumprido. “Esse evento, esse festival, mostra que os nossos sonhos se tornaram realidade. Ele é fruto do ideal de muitas pessoas que, durante 20 anos, sonharam e produziram ele com todo o amor, tornando-o, como é hoje, patrimônio da alma dos amazonenses”, ressalta.

 

Abertura e programação

A abertura oficial do Festival acontece no dia 7 de maio de 2017, com o Concerto Bradesco 1, comemorativo aos 20 anos do FAO. Sob a regência e direção musical de Luiz Fernando Malheiro, diretor artístico do evento, a Amazonas Filarmônica e o Coral do Amazonas, com a participação do tenor Thiago Arancam e da soprano Dhijana Nobre, apresentam trechos de óperas já encenadas no Festival Amazonas de Ópera, como O Guarani e Tosca, de Carlos Gomes; Sansão e Dalila, de Camille Saint-Saëns; Cavalleria Rusticana, de Pietro Mascagni; e Turandot, de Giacomo Puccini.

O concerto também traz peças mundialmente aclamadas, como Granada, de Agustín Lara; El Día Que Me Quieras, de Carlos Gardel; My Way, de Jacques Revaux e Paul Anka, eternizada na voz de Frank Sinatra; e All I Ask Of You, do musical O Fantasma da Ópera, de Andrew Lloyd Webber.

Um dos pontos altos do FAO será a montagem da ópera Tannhäuser, de Richard Wagner, que será apresentada nos dias 14, 17 e 20 de maio. A ópera em três atos contará com a participação da Amazonas Filarmônica, do Balé Experimental do Corpo de Dança do Amazonas, do Corpo de Dança do Amazonas, do Grupo Vocal do Coral do Amazonas e do Coral do Amazonas, e traz entre seus principais solistas os tenores Juremir Vieira e Enrique Bravo, os barítonos Homero Velho e Arthur Canguçu, a soprano Daniella Carvalho e o sopranista Bruno de Sá.

Outro destaque do evento será a apresentação do salmo sinfônico O Rei Davi, de Arthur Honegger, no Concerto Bradesco III, que acontece nos dias 18 e 21 de maio. A direção musical do espetáculo é do maestro Otávio Simões, com solos de Dhijana Nobre, Luisa Francesconi, Juremir Vieira. A soprano Isabelle Sabrié interpretará a Pitonisa e Homero Velho será o narrador da obra, que é dividida em três partes. A apresentação ainda traz a participação da Amazonas Festival Orchestra, formada por músicos da Amazonas Filarmônica e da Orquestra Experimental da Amazonas Filarmônica.

A novidade deste ano é a ópera-fantasia Onde Vivem os Monstros, de Oliver Knussen, espetáculo concebido especialmente para as crianças, com produção do Theatro São Pedro, de São Paulo. A apresentação, que acontecerá nos dias 27 e 28 de maio e 3 e 4 de junho, tem direção musical e regência assinadas pelo maestro Marcelo de Jesus, regente adjunto da Amazonas Filarmônica, e pelo maestro Pedro Messias, do Theatro São Pedro.

Dentro do Festival, a Orquestra de Violões do Amazonas, sob a direção musical e regência do seu maestro, Davi Nunes, realiza o já tradicional Concerto do Dia das Mães, que a cada edição é sucesso de público. A apresentação desta edição acontece no Teatro Amazonas, no dia 14 de maio.

O Festival ainda contará com os Recitais Ambev, com apresentações de artistas da casa, como Amanda Aparício, Hugo Pinheiro, Giovanny Conte, Margarita Chtereva, Hilo Carriel, e convidados especiais, como Homero Velho, Pedro Panilha, Isabelle Sabrié e Daniella Carvalho. O FAO ainda recebe dois recitais especiais, com os alunos de Canto dos professores Juremir Vieira e Natalia Sakouro.

 

Parceria com a UEA

Sucesso na edição de 2016 do Festival, o projeto Ópera Studio, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), retorna mais uma vez ao FAO. A ópera deste ano é Don Pasquale, de Gaetano Donizetti, e traz como solistas alunos dos cursos de Música da Universidade. A direção é dos professores Fabiano Cardoso, Duany Parpinelli e João Fernandes, e a música, ao piano, é da professora Irina Kazak.

 

Programação acadêmica

Neste ano, o Festival Amazonas de Ópera traz uma rica programação acadêmica, que inicia no dia 8 de maio com a palestra 20 Anos do Festival Amazonas de Ópera, dirigida pelo secretário de Estado de Cultura, Robério Braga, no Centro Cultural Palácio da Justiça. O Palácio também recebe dois workshops: A Voz na Canção Erudita, com Homero Velho e Pedro Panilha, no dia 11 de maio; e Técnica Vocal – Ópera e Musicais, com Luisa Francesconi e Pedro Panilha, no dia 17 de maio.

A Central Técnica de Produção “Marcos Apolo Muniz” também recebe o workshop Cenografia e Figurinos, dentro da programação acadêmica, no dia 24 de maio. O evento será conduzido pela cenógrafa Giorgia Massetani, que assina, no Festival Amazonas de Ópera, a direção cênica de Onde Vivem os Monstros e Tannhäuser.

 

Ingressos  

Os ingressos para o 20º Festival Amazonas de Ópera, que já podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro Amazonas e no site www.bestseat.com.br, estão com preços bem acessíveis em relação aos últimos festivais, com apresentações gratuitas e pagas, com valores que variam entre R$ 2,50, meia entrada, e R$ 60, inteira.

 

Serviço: 20º Festival Amazonas de Ópera

Data: De 7 de maio a 4 de junho de 2017

Horário de início: Variado

Local: Teatro Amazonas, Teatro da Instalação e Centro Cultural Palácio da Justiça

Entrada: De R$ 2,50 (meia-entrada) a R$ 60 (inteira), dependendo da localização do assento, para espetáculos no Teatro Amazonas; demais apresentações gratuitas

Público-alvo: Livre

VEJA TAMBÉM NO D24am