comments powered by Disqus
Plus / Música

'As Baphônicas' se apresentam pela primeira vez em Manaus

Trio carioca As Baphônicas, responsável pelo hit ‘Close Baby’, desembarca em Manaus, neste fim de semana, e promete show que mistura música autoral e sucessos de outros artistas

terça-feira 14 de março de 2017 - 8:30 AM

Bruno Mazieri / portal@d24am.com

As Baphônicas também se apresentarão com DJ na Treta Manaus. Foto: Divulgação

Manaus - Formado por Natasha Fiercce, Ravena Creole e Chloe Van Damme, o trio As Baphônicas desembarca pela primeira vez em Manaus, neste sábado (18), no Ton Biz (Tarumã), onde será a atração principal da versão amazonense da label ‘Treta’. O evento, que é oriundo do Rio de Janeiro, completa um ano na cidade e contará também com a participação dos DJs Thiago Araújo e Gustavo Sill.

Responsáveis pelo hit ‘Close Baby’, as artistas prometem chegar ‘lacrando’, como diz trecho da música. “É sempre muito legal quando podemos viajar juntas. Somos muito amigas e adoramos Manaus, todos são bem carinhosos”, comenta Vinícius Rosalvos, que dá vida à drag queen Natasha Fiercce, livremente inspirada no alter ego da cantora Beyoncé: Sasha Fierce.

Ele explica que o surgimento do trio se deu de forma natural. “Eu já trabalhava com o Thiago Araújo e começamos a pensar em como seria legal lançar uma música em parceria com mais duas pessoas. Então decidimos chamar a Ravena (Robson Dinair) e a Chloe (Daniel Barroso) para conversar e acabou surgindo a ideia”, conta.

Segundo Rosalvos, a aceitação do público foi bastante positiva. “Na época, as pessoas já sabiam quem nós éramos das festas, mas assim como qualquer público tivemos pessoas que gostaram e outras nem tanto do resultado. No final, o saldo foi bem legal e acabamos conquistando muitos admiradores do nosso trabalho”, diz.

O single ‘Close Baby’, escrito por Felipe Soares e disponível em plataformas digitais, ganhou grandes dimensões, com direito a videoclipe no YouTube e mais de 800 mil visualizações. “A letra nos conquistou logo de cara”, salienta. A composição trata de preconceito e do emponderamento dos gays.

 

‘Montação’

Mas antes mesmo do trio ganhar vida, Rosalvos criou a Natasha Fiercce. Ela surgiu no carnaval de 2014, três meses após ele ‘sair do armário’ para a sua família. “Com ela, aprendi que sou capaz de fazer mais coisas do que imaginava. Vários medos sumiram e é libertador me montar. Além disso, passei a conhecer mais as políticas LGBTs e me sinto mais maduro e com uma visão ampla da vida”, revela o jovem, que chegou a ser aspirante da Marinha.

Antes de finalizar, ele adiantou que o trio pretende gravar, em breve, um LP com mais composições autorais. “O show em Manaus contará com a apresentação do trio, mas também as individuais. Vamos sentir o clima da festa e apresentar muitas surpresas”.

VEJA TAMBÉM NO D24am