comments powered by Disqus
Plus / TV

'Jornal Nacional' ignora morte de Russo e público reclama na web

Principal telejornal da Globo citou a morte de outros artistas, mas não falou sobre o ex-contrarregra

domingo 29 de janeiro de 2017 - 9:40 AM

Estadão Conteúdo / portal@d24am.com

Nas redes sociais, o público notou a ausência de uma reportagem sobre Russo e criticou o telejornal e a emissora. Foto: Reprodução

Rio de Janeiro - Foram 46 anos de dedicação aos principais programas de auditório da Globo e Russo acabou ignorado pelo Jornal Nacional no dia que morreu. O noticiário falou da morte do ator britânico John Hurt, aos 77 anos, e dedicou um minuto da grade ao estrangeiro, mas não citou o mais famoso contrarregra da casa.

Ele morreu na manhã deste sábado (28), por complicações decorrentes de uma infecção pulmonar, aos 85 anos de idade. Ele deixou a emissora em 2014.

Nas redes sociais, o público notou a ausência de uma reportagem sobre Russo e criticou o telejornal e a emissora.

Homenagens

Xuxa e Luciano Huck foram alguns dos artistas que lamentaram a morte de Russo nas redes sociais. Os dois apresentadores trabalharam com o assistente de palco, em períodos diferentes, na Globo.

"Russo, continue correndo de um lado pro outro e alegrando a todos, só que agora em um lugar especial. Você fez parte da minha historia, vai com Deus", escreveu Xuxa.

"Dedico o Caldeirão de hoje a ele. Foram muitos anos correndo pelo nosso estúdio. Muitas risadas. Russo é parte da história dos programas de auditório. Parte da história da TV no Brasil. Deixa muitas histórias e muitas lembranças. Vá em paz meu amigo querido", publicou Huck.

Outros artistas também homenagearam Russo, como Marina Elali, Sônia Abrão e Simony. "O verdadeiro Super-Homem é aquele que protege todos a sua volta com a força do seu amor. São esses os heróis que ficam de exemplos nobres pra história. Os que caminharam sempre com um sorriso no rosto, com a gentileza nos gestos, com palavras de afeto, sem armaduras, muito menos máscaras. Não precisam delas. São homens cobertos não por capas mas apenas pelo essencial no ser humano que é a alma do bem. Voe sem capa Russo. O céu te abraça hoje cheio de orgulho de um verdadeiro herói. Que sorte a do céu! Ele agora o tem", escreveu Danielle Winits.

VEJA TAMBÉM NO D24am